Hoje é sabido: um litro de óleo contamina mais de 25 mil litros de água, além de obstruir a rede de esgoto. Foi pensando justamente neste estrago que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e a Associação Brasileira para Sensibilização, Coleta e Reciclagem dos Resíduos de Óleo Comestível (Ecóleo) realizam nesta quarta-feira o seminário “Mapa da Coleta e Reciclagem do Óleo no Estado de São Paulo”. O evento será na sede da Sabesp (Rua Nicolau Gagliardi, 313, em Pinheiros, a partir das 14 horas).Serão apresentados sete casos de sucesso de coleta e reciclagem do óleo de fritura, entre eles as experiências da empresa Souza Cruz, do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo e da Sabesp. O mapeamento dos resíduos de óleo comestível permitiu à ONG Ecóleo (http://www.ecoleo.org.br/) criar um inventário sobre a coleta e traçar novas ações regionalizadas.

Outras informações sobre o tema podem ser obtidas na própria Sabesp, que já dispõe de um Programa de Reciclagem de Óleo de Fritura (PROL) clicando aqui.

Fonte: Agência Envolverde/ Sabesp | 08 de junho de 2010