Em janeiro de 2007, Célia Marcondes lançou a CAMPANHA DE COLETA de resíduos de óleo de cozinha usado ,de porta em porta, para a região de Cerqueira Cesar (Jardins e Consolação), na cidade de São Paulo, região da qual é lider comunitária, como Presidente da SAMORCC – Sociedade de Amigos e Moradores e Empreendedores de Cerqueira Cesar.

Para ampla adesão, convidou a Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo) e a Secretaria do Verde e de Meio Ambiente, que apoiaram a ação.

Com ampla divulgação, Célia Marcondes passou a ser procurada por municípios querendo implantar o projeto, por empresas interessadas em coletar óleo, por vereadores querendo criar legislação municipal, universidades, etc.

O projeto foi tão importante, que ultrapassou as fronteiras do Município, estado e até do País.

Com especial interesse de empresas e ongs coletadoras, viu-se na obrigação de criar uma entidade, junto com ambientalistas, para através de campanhas locais praticar a sensibilização pela correta destinação do resíduo, para a reciclagem, gerando trabalho e renda.

Atualmente a ECÓLEO Já tomou dimensão nacional e representa entidades em todo o território. Só na Grande São Paulo as entidades já recolhem mais de 2.600.000 (dois milhões e seiscentos mil litros) de óleo vegetal usado por mês.

Em franca expansão, a ECÓLEO tem como uma de suas principais colaboradoras as universidades, sendo que muitas delas oferecem alunos da área ambiental para o trabalho de educação ambiental e os de comunicação para ampla divulgação do projeto.

A ECÓLEO trabalha e luta para desviar o óleo da tubulação e dos cursos de água, em especial pela preservaçao do maior bem que possuímos – A ÁGUA, sem a qual não há vida!

Atualmente a ECÓLEO conta com 12 empresas associadas coletando e beneficiando o óleo coletado em mais de 60 municípios de São Paulo, gerando 1200 postos de trabalho direto e aproximadamente 800 indiretos, colaborando contundentemente para a preservação de nossas águas.