A empresa de saneamento Agespisa, do Piauí, inaugurou uma usina de biodiesel que utilizará apenas óleo de cozinha em seu processo de produção. Instalada na Estação de Tratamento de Esgoto da Avenida Maranhão, a unidade demandou investimentos da ordem de R$ 600 mil e abastecerá, inicialmente, os carros da empresa. No futuro, a intenção é que o biocombustível abasteça também o metrô de Teresina (PI).

A planta tem capacidade para produzir até 1,5 mil litros de biodiesel por mês, a partir do produto recolhido pela campanha “Não jogue óleo no ralo”, que desde 2008 já rendeu cerca de 90 mil litros. O óleo de cozinha saturado é recolhido em 11 postos de coleta instalados na capital. Como forma de incentivar a participação de seus clientes, a empresa desconta da conta de água R$ 0,30 por litro de óleo de fritura entregue.

Um litro de óleo produz hoje de 700 ml a 900 ml de biodiesel e custa 40% menos que o combustível fóssil. Até agora, o programa já cadastrou 228 estabelecimentos comerciais que contribuem com a coleta de óleo saturado.

Fonte: Energia Hoje | 29 de março de 2010