Portal Brasil

A pesquisa “Sustentabilidade: Aqui e Agora” aponta que 60% dos brasileiros são a favor de uma lei que proíba o uso de sacolas plásticas. Esse é um dos dados do levantamento que a titular do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Izabella Teixeira, apresenta nesta quinta-feira (25), no Auditório da Fundação Getúlio Vargas, na Bela Vista, São Paulo, sobre a percepção dos brasileiros com relação ao meio ambiente, hábitos de consumo e principais formas de contribuição para um futuro mais sustentável.

Entre os dados mais positivos da pesquisa, o meio ambiente aparece como prioridade sobre o crescimento econômico. O estudo revela ainda que a população crê que qualquer mudança causada na natureza pela ação humana provavelmente vai piorar a atual situação e também que apenas com grandes mudanças de hábito e de consumo será possível conservar os recursos naturais.

Esgoto, lixo, enchentes são reconhecidos como problemas ambientais e a população se mostra disposta a separar lixo para a reciclagem, eliminar o desperdício de água e participar de campanhas de redução de energia.

A pesquisa foi realizada pelo Ministério do Meio Ambiente, em parceria com o Instituto Synovate e o Wal-Mart Brasil, para identificar o potencial de adesão da população a comportamentos ambientalmente responsáveis e as contradições, mitos e erros de informação, que levam milhares de cidadãos a agirem de modo ainda predador e pouco engajado.

Histórico

O Ministério vem realizando a cada quatro anos, desde 1992, pesquisa nacional que acompanha a evolução da consciência ambiental no País. Os dados da pesquisa “O que os brasileiros pensam do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável” (MMA-Iser, 1992, 1997, 2020, 2006) revelam que a consciência cresce em todas as classes sociais e regiões brasileiras, mas que ainda existe um abismo entre a preocupação e o comportamento efetivo.

Mais do que isso, persiste a tendência dos brasileiros considerarem como “meio ambiente” apenas flora e fauna, deixando de fora o ambiente humano por excelência que são as cidades.

O que os brasileiros estão praticando para minimizar seu impacto no Meio Ambiente. Pesquisa feita pelo MMA(Ministério do Meio Ambiente) realizada em 11 capitais em 2010, ouviu 1.100 pessoas. Segue algumas respostas:

77% preferem lâmpadas que gastem menos energia

27% compram produtos feitos de material reciclado

53% preferem produtos com embalagem reciclável

62% compram água engarrafada

17% deixaram de comprar algum produto prejudicial ao ambiente

70% jogam pilhas e baterias no lixo doméstico

66% descartam remédios no lixo doméstico

33% jogam tintas e solventes no lixo doméstico

70% concordam que recursos naturais são finitos e precisam ter o uso controlado

59% acreditam que a preservação dos recursos naturais deve ter prioridade sobre o crescimento econômico

75% descartam o óleo usado na pia da cozinha

17% possuem lixo eletrônico guardado em casa

66% estão dispostos a separar o lixo para reciclagem

63% pretendem eliminar o desperdício de água

46% reduziriam o consumo de energia elétrica para ajudar o planeta

60% deixariam de usar sacolas plásticas

18% fariam boicote a produtos de empresas poluidoras

12% pagariam impostos para despoluir rios

66% acham que o desperdício de água terá consequências sérias no futuro

59% julgam necessárias mudanças nos hábitos de consumo, transporte e alimentação para evitar problemas ambientais.