A professora da rede municipal de ensino, de Chapadão do Céu (GO), Valdelice Nogueira de Menezes Félix, desenvolve projeto de reciclagem do óleo de cozinha.
Está a professora concorrendo ao prêmio Agrinho, o mesmo que lhe rendeu um carro zero quilômetro, no ano passado, com o projeto sacola ecológica.

Neste ano, a professora Valdelice desenvolveu e implanta o projeto de reciclagem do óleo vegetal, o óleo de cozinha, com o intuito de conscientizar a população em geral sobre o perigo, para o meio ambiente, que representa o óleo vegetal usado e jogado na natureza.

Segundo a professora Valdelice, o óleo vegetal em contato com a água libera o gás metano, um dos mais nocivos para a camada de ozônio, que protege a terra dos raios ultravioleta do sol.

É o projeto desenvolvido com os alunos do 4ª ano, do ensino fundamental da Escola Flores do Cerrado, mas, todo o estabelecimento de ensino e a população em geral são procurados para se envolverem no processo.

Foi o projeto elaborado e iniciada a sua implantação em abril deste ano. A cada 15 dias a professora passa nos estabelecimentos comerciais que utilizam o óleo de cozinha e as residências, cujos moradores se manifestam, para recolher óleo usado.

Na escola já estão armazenados 200 litros de óleo, que ao final da campanha serão destinados para uma indústria de sabão, o meio mais seguro e correto de se destinar o produto.

A professora Valdelice disse que o objetivo do projeto vai além da educação dos alunos e da participação do concurso. Espera-se que toda a sociedade conscientize-se do perigo que o óleo vegetal representa para o meio ambiente e que se crie o hábito de reciclá-lo e dar-lhes o devido e correto destino.

O recolhimento do óleo, para participação do concurso Agrinho vai até o final do mês de setembro. Neste tempo os moradores e comerciantes de Chapadão do Céu podem entregar o óleo usado na escola ou solicitar à professora para fazer o recolhimento.

O Programa AGRINHO foi executado pela primeira vez em Goiás em 2008 e terá a terceira edição em 2010, com apoio da FAEG, Federação da Agricultura do Estado de Goiás. Neste estado o Agrinho é direcionado às crianças do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. São premiados os professores autores e executores dos projetos.

Fonte: Jornal O Correio | 03 de agosto de 2010