Pioneira na coleta de lixo reciclável, Santos rompeu a barreira do lixo seco (vidro, plástico, papel e metal), que recolhe desde 1991, e implantou a coleta do óleo de cozinha de porta em porta. Apelidado de Gari do Óleo, o projeto do Instituto Biosantos coletou cerca de 8 mil litros de nos primeiros sete dias.”Realizamos a coleta em 1.375 edifícios e 326 grandes estabelecimentos comerciais e observamos que a população é bem mais relutante em destinar o óleo à reciclagem quando precisa transportá-lo”, disse o presidente do Biosantos, Roberto Coutinho. Após constatar essa dificuldade, o instituto idealizou o Gari do Óleo. “Empregamos mão de obra de baixa renda num projeto que agrega alfabetização.”

Dos primeiros 26 garis contratados, 15 são analfabetos. O grupo trabalha em cooperativa durante sete horas diárias e tem aulas duas vezes por semana. Além de R$ 350, cada gari receberá R$ 0,25 por litro de óleo coletado. A Baixada Santista produz 850 mil litros de óleo por mês e apenas 50 mil litros são reaproveitados.

Desentupimento. No bairro de Cerqueira César, em São Paulo, 100% dos condomínios aderiram a um programam de coleta de óleo da Sabesp com ONGs ? com isso, os serviços de desobstrução na rede de esgoto são 26% menores que em outros bairros.

Fonte: O Estado de São Paulo | 16 de junho de 2010